Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa

30 de mai de 2010























Leia o texto e saiba mais sobre ações da Olimpíada na formação continuada de professores brasileiros.  Por
Patrícia Nunes
            Os números da Olimpíada
Os números revelam a dimensão da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. São cerca de 4.500 municípios participantes, 52.700 escolas inscritas e 200.000 professores inscritos para levar seus alunos a produzir textos nas categorias, Poesia, Memórias e Artigo de opinião e a concorrer a interessantes prêmios.
Esses números demonstram que, em relação a 2006, quando aconteceu a terceira edição do Prêmio Escrevendo o Futuro, houve um grande crescimento na participação nacional. Para se ter uma idéia do salto quantitativo que o Programa teve, é só voltar aos números daquele ano: foram 2.757 municípios, 15.461 escolas e 33.449 professores participantes do então Prêmio Escrevendo o Futuro. Aliás, números também muito significativos.
Esse crescimento do programa foi favorecido pela parceria entre a Fundação Itaú Social, o Cenpec e o Ministério da Educação, o que elevou o Escrevendo, agora com o nome de Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, à categoria de política pública de formação de professores para o ensino de língua materna.
O funcionamento da Olimpíada mostra que ela é mais do que um concurso que oferece premiações interessantes a escolas e professores inscritos. Além dos fascículos com seqüências didáticas para trabalhar os gêneros textuais da Olimpíada, o professor passa a receber, como parte da formação à distância, um almanaque com artigos sobre os conteúdos e propostas práticas para a sala de aula. Pode, também, participar da Comunidade Virtual onde tem oportunidade de completar sua formação com leitura e discussão de textos voltados para o ensino de língua e participar de cursos virtuais.
Como se vê, ainda que nem todos cheguem à premiação final, a partir da inscrição passam a fazer parte de um programa de formação para o ensino de língua materna, recebem materiais e podem trocar experiências com colegas de todo o Brasil por meio da Comunidade Virtual Escrevendo o Futuro.
Participar da Olimpíada é uma oportunidade de formação coletiva.


Poesias /Crônicas /Memórias/Artigo de Opinião







Coisas que não voltam
   Chega o fim da tarde e todas as lembranças voltam, imagino o seu olhar de despedida, o abraço forte de adeus, mas logo caio em mim e vejo que é só uma ilusão, ainda não entendo como pode se envolver nessa situação, sozinho, desamparado, apenas sustentado pelo vício e pela ilusão que o mesmo lhe traz.
   Tantas histórias ouvi dizer a seu respeito, tantas pessoas me dizendo que não vale a pena, ou é melhor esquecer, mas quando  vejo você  esqueço as histórias, só lembro-me da nossa, mesmo que você não saiba. Em pensar que por onde passo vejo tantos iguais a você, vejo você em outras pessoas, na mesma situação.
 Muitos dão sua opinião, jornalistas, especialistas, familiares, e até mesmo cientistas buscam a cura, mas quem são eles para julgarem, ninguém sabe ao certo o que leva as pessoas a buscarem por “ela”, ela que dá o prazer momentâneo, que faz quem a consome esquecer-se dos problemas, mas no fim de tudo só aumenta seu sofrimento.
    E hoje vejo você partindo, sem ao menos saber que apesar de tudo ainda intercedo a  Deus por você. Agora você parte, levando em sua bagagem   a esperança de recomeçar ,e se um dia você voltar , estarei aqui a t esperá-lo .”Ela “   , a droga pode ser forte ,mas meu amor por você é mais ,por isto lhe digo como últimas palavras “ até um dia ,ou nunca mais!” .
Alunas 1º M1    (Lohana Thomazini e Loren Vasconcelos)








                    Nossas Oficinas









































































































































Sou de Cachoeiro
Com o aumento da tecnologia, morar em Cachoeiro de Itapemirim se tornou algo especial, pela facilidade que temos no dia-a-dia. Cachoeiro hoje comporta os melhores estabelecimentos comerciais: lojas, shopping, bancos, áreas de lazer, boas escolas, especialidades médicas e uma boa culinária. Sem falar no atendimento nota 10 dos cachoeirenses, na alegria e solidariedade de um povo acostumado a ajudar seus semelhantes, como nas campanhas de ajuda humanitária, as quais desde a secretária social até o mais humilde cidadão, sempre se empenham pela causa dos menos favoritos.


A paisagem é linda e natural. Nosso rio, o Itapemirim, que lindo! Margeado por casas, prédios e alguns pontos, ainda se vê pequenas ilhotas que ao entardecer podemos visualizar imensas nuvens de garças branquinhas como neve, às vezes até parece algodão doce, algumas pousando em algumas árvores.


Ao longe avistamos o pico do Itapira, o qual podemos dizer que é o cartão postal da nossa cidade. Escreveu o saudoso professor José Emílio de Oliveira: “O pico de Itapira te enaltece gigante ,antigo olhar para a cidade, te dedicando eternamente preces"




                                                                       Luiza Emília  8ª Vesp.











0 comentários: